25 áreas de direito para atuar

Áreas de direito para atuar? As atividades que são diretamente ligadas às leis formam um dos campos de trabalho mais procurados pelos novos acadêmicos. No entanto, optar por um caminho a seguir não é tarefa das mais simples, ainda mais se levamos em conta a tenra idade dos acadêmicos. Neste artigo iremos ajudá-los nesta escolha e explanar sobre as possibilidades de ocupações em potencial para quem optar pela carreira de direito.

 

Áreas de Direito para atuar: acadêmica

 

Aqueles que conseguiram fazer mestrado em direito podem trabalhar no campo da educação dando aulas para os jovens acadêmicos. Como deve ser do conhecimento dos senhores, uma vez habilitado para lecionar, é possível atuar na área privada ou pública. Já aqueles que não têm o mestrado concluído também podem atuar nesta área, porém ministrando aulas particulares para os acadêmicos ou trabalhando em monitoria.

 

Áreas de Direito para atuar no setor público

A aplicação da força laboral dos acadêmicos e bacharéis na ciência do direito no setor público não se resume na figura do juiz. Os formados podem trabalhar como analistas judiciários para juízes, promotores, e defensores públicos. Já o acadêmico pode dar o pontapé inicial na área pública na condição própria de estagiário.

Essas são atividades que requerem de quem as ocupa muita prudência, aptidão, conhecimento e principalmente empenho para entregar o seu melhor trabalho. Os estudantes que escolherem esse caminho têm como dever profissional nunca parar de estudar para continuar atualizados e futuramente serem trabalhadores concursados.

Atividades públicas para os formados em Direito

 

As atividades públicas mais habituais para o profissional do campo das ciências do direito trabalharem são:

Promotoria:

 

É o encarregado de defender os interesses do Povo nas demandas jurídicas, trabalhando como acusação nas lidas processuais, ou seja, no popular, promotor é o dedo duro, é o cara que vai lá e entrega o criminoso.

Procuradoria:

 

O procurador auxilia-se dos serviços do promotor, e possui as funções básicas deste promotor. O diferencial está no fato do procurador conduzir inquéritos e investigações de crimes e ainda poderá ter funções de fiscal em outras ações.

 

Desembargador

 

Trata-se de concessão que um juiz recebe por antiguidade ou merecimento. Essa concessão lhe impõe a responsabilidade de examinar decisões dos juízes mais novos, caso as decisões não sejam razoáveis em relação às sentenças proferidas. Ainda pode promover ações de caráter penal, apurar responsabilidades, fiscalizar o devido cumprimento das leis e agir nas diversas áreas jurídicas do país.

 

Defensoria pública

 

São advogados que fizeram concurso público e têm a função de defender as pessoas que não conseguem pagar os serviços de um profissional contratado para fazer a sua representação. Nesses casos, o Estado disponibiliza os serviços dos chamados Advogados Públicos, porém, como qualquer serviço disponibilizado pelo Estado com a exceção dos serviços de cobranças de impostos, o cidadão não consegue facilmente a disponibilização destes profissionais.

 

Juiz

 

Para alcançar o cargo de julgador se faz necessário algo muito além dos conhecimentos técnicos avançados sobre a ciência do direito, o pretendente tem que possuir experiência atuando como advogado entre outras imposições características do ofício.

 

Oficial de justiça

 

Para alcançar o cargo de oficial de Justiça é preciso fazer concurso público e naturalmente ser aprovado. Sua principal função é assegurar que os mandados sejam respeitados para garantir a ordem emanada por um juiz, isto é, o oficial de justiça “é o braço direito do juiz, longe do fórum”.

 

Delegado

 

O agente da polícia conhecido como delegado pode atuar no estado ou federação. O delegado tem a função de comandar processos de investigação de crimes e pode expedir documentação pública que envolva processos jurídicos.

 

Na carreira militar

 

O bacharel em direito pode ainda optar pela carreira militar nas polícias estaduais. Ele tem a chance de atingir os postos de comando, e, uma vez nestes postos, o bacharel em direito terá a função de supervisionar as tropas, assim como comandar ações táticas em operações militares. Para alguém chegar aos postos mais altos na carreira das polícias estaduais é necessário prestar concurso público e passar por um período de formação de policial.

Escrivão

 

O Escrivão tem como atividade fim acompanhar e documentar o andamento dos processos na sua área de atuação. O Escrivão concretiza as ações da Polícia Jurídica na sua respectiva área de responsabilidade funcional por meio do Código de Processos Penal e também por meio de outras regras que regulamentam esse exercício.

 

 

Diplomata

 

Representa um país em temas de relevância nacional nas relações com os demais países, por intermédio do Ministério das Relações Exteriores. É um caminho que pede devoção total para quem deseja trabalhar neste campo. Você, candidato, uma vez aprovado, precisará estar plenamente à disposição da sua nova atividade.

 

áreas de direito para atuar
áreas de direito para atuar

 

Áreas do direito que não precisam de concurso público

 

A partir deste ponto, iremos destinar um espaço para os campos de trabalho do formado em direito que não necessita realizar a prestação de concurso.

 

No direito civil

 

O advogado que trabalha nesta área representa seus clientes em ações que envolvem assuntos pertinentes a propriedades, posses de propriedades ou assuntos de família, direito contratual, entre vários outros temas. O advogado pode se especializar neste campo.

 

No direito empresarial ou comercial

 

Este advogado representa os interesses dos empresários e das empresas. As causas deste campo da ciência forense geralmente envolvem temas como patentes, problemas relacionados às marcas, processos falimentar, concorrência, recuperação judicial, contratos, estatutos das sociedades, defesas trabalhistas e consumerista.

 Advogado do consumidor

 

O profissional que trabalha neste campo tem suas atividades envolvendo problemas que envolvem a má prestação de serviços e produtos com problemas de vício. Em muitos casos o profissional tem que fazer a representação dos seus clientes em situações que o vendedor quer repassar a obrigação de troca de produtos ao fabricante e o fabricante quer fazer o mesmo com o vendedor, ficando o famoso jogo de empurra.

 

 

Advogando em da tecnologia da informação

 

Os tópicos relacionados ao trabalho deste novo campo de atuação envolvem naturalmente questões ligadas à informática. Sendo assim, você poderá agir sobre as questões das relações entre usuários, prestadores de serviços de Internet, fornecedores de software e outras empresas de tecnologia. Bancos de dados e lojas on-line precisam deste tipo de conhecimento.

 

Advogado tributarista

 

Trabalha em problemas relativos aos contribuintes, na defesa destes, podendo ser pessoas naturais ou jurídicas que sofreram prejuízos na cobrança de impostos pelos órgãos competentes do estado em impostos e direitos de defesa dos clientes privados e corporativos.

 

Administrativo

 

O advogado que atua nesta área geralmente é procurador, todavia isso não é sinônimo de falta de espaço para outros profissionais também atuarem nesta área. Lembrando que essa é apenas uma característica deste setor. Pode ainda trabalhar nas questões que envolvem a sociedade, cidadãos e organizações estatais.

 

 

Advogado trabalhista

 

O profissional especialista neste campo resolve conflitos e questões que envolvem atividades laborais entre pessoas, empresas particulares e públicas ou questões que envolvem os sindicatos.

 

 

Previdenciário

 

O Advogado neste setor é especialista em solucionar problemas que envolvem a Previdência Social e busca defender aos assegurados da previdência aquilo que a lei estabelece particularmente, como pensões, auxílios doenças e outros.

 

Criminalista

 

Trabalha resolvendo problemas relativos a crimes ou acusações envolvendo pessoas naturais contra outra pessoa natural ou jurídica.

 

 

Mediação, conciliação e arbitragem

 

É uma das maneiras de resolver disputas sem o uso de violência. Essa pendenga é equacionada com o envolvimento de uma terceira pessoa neutra e imparcial que auxilia os requerentes em uma conversa reflexiva, que ajuda essa terceira pessoa a entender o conflito e buscar possíveis soluções. Nessa situação, os próprios envolvidos geralmente acabam entrando em acordo. Essa terceira pessoa neutra geralmente é um advogado.

 

Ambientalista

 

O Advogado Ambientalista trabalha na prevenção, não apenas no meio ambiente, mas também no setor produtivo em ações preventivas. O ambiente natural preservado assegura uma maior qualidade na vida da população.

Quanto menos prejudicado o meio ambiente, maior é o lucro produtivo. Isso ocorre com tal força, que os destaques desta área são os princípios da preservação, precaução e o princípio que prevê que aquele que polui deverá pagar por isso.

 

Em virtude dessas concepções, o empresário se vê obrigado a organizar atividades não poluidoras, o que, no final das contas, tem menor custo do que a reparação.

Urbanístico

 

Trabalha com vistas na resolução de problemas que envolvem reformas, construções e ampliação imobiliária, envolvendo tanto locatários como proprietários. O advogado desta área se verá trabalhando muitas vezes em oposição ao poder estatal, nas situações deste não respeitar as normas para executar obras civis.

 

Propriedade intelectual

 

 

O especialista nesta área lidará com patentes, com ações que digam respeito a direitos autorais, entre diversas outras ações.

 

Quais áreas de direito para atuar que pagam melhor?

 

Os campos acadêmicos e as ocupações públicas são, em particular, os setores em que os especialistas na ciência forense obtém os melhores resultados financeiros.

Qualquer um dos ramos

 

Dentro dos diversos campos de atividades, os trabalhadores do Direito conseguem alcançar bons resultados econômicos em praticamente qualquer um dos ramos, contanto que se apliquem a dominar muito bem esta ciência, as normas vigentes, e alcancem os clientes grandes para iniciar a ganhar dinheiro de verdade.

O grande detalhe é que a parte administrativa vai ter que entrar em campo junto com o trabalho de advogado.

Ganhar bem não depende do setor

 

Não é simples definir e indicar somente um ou mais ramos de atividade que remunerem bem, uma vez que isso não depende exclusivamente do setor de atuação, mas, depende principalmente dos clientes.

O que vai fazer a diferença não são áreas de direito para atuar 

O que vai fazer a diferença de verdade é a continuação do estudo, inclusive buscando uma pós-graduação ou, porque não, um mestrado. A partir deste ponto você vai atingir a tão sonhada independência financeira, pode ter certeza. Entretanto, se você não continuar buscando um doutorado, mas se mantiver atualizado, você no final também poderá atingir seu objetivo financeiro, mas assim é mais difícil e demorado.

Concluindo nosso artigo: áreas de direito para atuar

 

Como nós somos humanos e os humanos cometem erros, nosso artigo pode ter deixado algum ramo de fora. Se você encontrou esse possível erro, deixe seu comentário abaixo e nós iremos buscar a complementação deste artigo.   

Se você gostou do nosso artigo: áreas de direito para atuar. Deixe seu comentário. 

Se não gostou, diga-nos os motivos que tentaremos melhora-lo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

seis + cinco =